UNEMUN é lançado oficialmente

Foi lançado oficialmente, na última terça-feira (16), o UNEMUN, modelo das Nações Unidas da União Norte-riograndense dos Estudantes de Direito Internacional (UNEDI), voltado exclusiva e gratuitamente para estudantes de Ensino Médio da rede pública de ensino. A simulação ocorre nos próximos dias 19 e 20 de maio, na UFRN, e contará com a participação de 70 delegadas e delegados, que debaterão temas comuns à realidade que poderá ser cobrada em exames como o Enem e demais vestibulares.

O modelo de Nações Unidas com estudantes de escolas públicas já era desenvolvido anteriormente pela UNEDI, mas com outra nomenclatura e outros projetos parceiros. Como UNEMUN, será a primeira edição, motivo pelo qual todos os diretores auxiliares do projeto se empenharam na obtenção de apoio para viabilizar mais uma simulação de excelência.  

"Nossa expectativa é bastante positiva, para que os delegados façam um debate bastante produtivo. Certamente será uma simulação extremamente frutífera e esperamos que a UNEMUN cresça cada vez mais nos próximos anos", declara a presidente da UNEDI, Maíra Arcoverde.

UNEMUN foi lançado na última terça (16); simulação ocorre nos dias 19 e 20 de maio

Na ocasião do lançamento oficial, os apoiadores do projeto foram reconhecidos pela organização da simulação, com o registro da colaboração no "Livro de Ouro" e a comenda "Amigos do UNEMUN". Dentre os agraciados, está o advogado João Carlos Rocha, os professores universitários Diogo Pignataro e Ivan Lira, do curso de Direito, e o presidente da Câmara Municipal de Natal, vereador Raniere Barbosa.

"Essa é uma oportunidade que os jovens tem de fomentar a cultura, potencializar o seu conhecimento e talento com esse debate, saindo da mesmice. É extremamente construtivo, porque parte de iniciativa de estudantes, com a orientação de docentes. Fico muito feliz para que deem continuidade ao projeto e que possa se expandir em outras frentes de ações", afirmou Raniere. O parlamentar também anunciou a disponibilização da Escola do Legislativo Miguel Arraes para a realização de mais uma edição do UNEMUN neste ano.

Também receberam a comanda o advogado Alan Monteiro, a vereadora Natália Bonavides, representada por Rodrigo Alcoforado, e o deputado federal Rogério Marinho, representado por sua filha Ana Beatriz Marinho. Registramos, também, a participação da coordenadora do curso de Direito da UFRN, Anna Emanuella Nelson dos Santos, ao evento.

Para o professor Ivan Lira, modelos de simulações como o UNEMUN e a SOI (Simulação de Organizações Internacionais) permitem que jovens participem de desafios em variados campos para além da sala de aula, na ampliação da visão de mundo dos estudantes e na prática de convivência com organismos internacionais.

"O aluno é desafiado a colocar em dia o seu elemento vaidade, mas pelo lado positivo. Eles aprimoram no conhecimento das questões de economia, de história, de movimentos sociais internacionais, ficando muito próximos dessas realidades e desafios, e na prática de idiomas estrangeiros, para que falem somente nas línguas que são oficiais dos organismos internacionais. Isso é muito importante", destaca o docente.

Na oportunidade, também foi apresentado ao público presente no evento, o vídeo de lançamento da XVII SOI, a ser realizada entre os dias 4 a 8 de outubro. A SOI é o maior projeto de pesquisa e extensão do curso de Direito da UFRN, coleciona diversos eventos desenvolvidos ao longo do ano pelos comitês, bem como figura como a maior simulação do Brasil em número de participantes. Tais elementos conferem grande importância à SOI, na avaliação do professor Diogo Pignatário.

"Até porque as temáticas são multidisciplinares, algumas são essencialmente jurídicas mas muitas delas, por envolver relações internacionais, engradece demais a experiência do aluno ao longo do seu desenvolvimento escolar e universitário, pois propicia determinados conhecimentos que ele não tem acesso na teoria. Por vezes ele visualiza isso na prática e consegue aprimorar determinadas particularidades de oratória, pesquisa ou preparação de documentos, de improvisos em determinadas situações circunstanciais que são criadas ao longo do evento, isso cria um âmbito de crescimento muito forte para o aluno", destaca.

Curta nossa página no Facebook para conferir galeria de fotos e o vídeo oficial da XVII SOI

Na segunda parte do evento, os professores João Carlos Rocha e Diogo Pignatário ministraram palestra sobre os impactos da nova política dos Estados Unidos da América no cenário internacional, a partir da administração de Donald Trump, seguido de interação da plateia acerca das falas. Segundo João Carlos Rocha, ainda não é possível mensurar um real impacto da política adotada por Trump dado o curto tempo de administração do magnata norte-americano.

"O que percebemos é que Trump fará uma política externa diferente de Obama. O primeiro grande impacto é demonstrar que se aproximará mais dos tradicionais aliados dos EUA e fazer uma política menos downsizing, como era a política de Obama. Uma política menos intervencionista, provavelmente que colocará os EUA de maneira mais expansiva no mundo. Mas são pouco mais de 100 dias, não tem como fazer uma avaliação. Isso será mais justo a médio e longo prazo", avalia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *