CLN

Conselho da Liga das Nações (CLN 1936)

A Liga das Nações foi criada em 1920 como uma das providências da Conferência de Paz de Paris, após a Primeira Guerra Mundial, com o intuito de manter a paz estabelecida pelos Tratados de Versalhes e impedir a recorrência da guerra. Sendo assim, o organismo tornou-se importante ferramenta internacional para resolução pacífica de conflitos entre diferentes países.

Foi criado com o Pacto da Liga das Nações [1], o qual dispunha acerca de seu funcionamento, objetivos e membros, além de estabelecer diferentes órgãos, como o Conselho. Este foi o início da cooperação internacional técnica, a qual possibilitou a reunião dos Estados membros e posterior ratificação de diversas Convenções [2]. O Conselho tratava sobre questões políticas, como disputas entre países que pudessem colocar em risco a paz ou outras questões de segurança internacional.

Desta feita, ambientado em 1936, o comitê tratará da tensão vivida pela Europa à época, causada pela ascensão desenfreada de regimes totalitários. Serão abordados os tópicos da remilitarização da Renânia pela Alemanha Nazista e da Guerra Civil Espanhola, considerando as dificuldades pelas quais passaram os órgãos da Liga em sua missão de trazer paz e segurança num contexto de difícil diálogo e união entre os países.

TÓPICO A: “A remilitarização da Renânia”.

O Tratado de Versalhes, ao culpabilizar a Alemanha pela Primeira Guerra Mundial, a impôs uma série de sanções para puni-la por sua derrota. Em 1925, seis anos após o fim do conflito bélico, a República de Weimar se sujeitou à ocupação da Renânia por tropas estrangeiras. Em contrapartida a tal ocupação, foi-lhe oferecido um lugar na Liga das Nações.

O que  parecia um período pacífico no continente logo se transformou e gerou uma larga tensão entre as principais potências do século XX. Em 1935, a França assina um tratado de assistência mútua com a União Soviética, gerando grande insegurança aos planos do líder alemão Adolf Hitler. Fortemente motivado pela teoria do Espaço Vital Alemão, o líder nazista cancela unilateralmente as cláusulas do Tratado de Versalhes e inicia a sua vasta ocupação pelo continente europeu. Em 07 de março de 1936, ele opta por remilitarizar a Renânia [3]. Embora tenha sido feito de forma pouco significativa, este fato foi o suficiente para reacender o perigo de um novo conflito mundial.

Destarte, o Conselho da Liga das Nações pretende fomentar discussões sobre os pontos inerentes à remilitarização da Renânia, quais os objetivos da Alemanha em ocupar esta região, assim como fomentar debates a respeito de possíveis intervenções no território da Renânia.

TÓPICO B: “A guerra civil espanhola”.

A Espanha na década de 1930 passava por dificuldades econômicas decorrentes da Crise de 1929 e de disputas políticas internas. Enquanto a Europa Ocidental já possuía instituições políticas modernas, o Reino da Espanha era composto por instituições tradicionalistas, como O Exército, a igreja católica e o latifúndio [4].

Contudo, com a crise econômica de 29 – que se alastrou para o ano seguinte –, houve a queda da monarquia e o Rei Afonso XIII teve de exilar-se, proclamando-se a chamada República de trabajadores em 1931 [5]. Com isso, a Espanha alinhou-se aos seus vizinhos ocidentais e iniciou uma reforma modernizante que separaria o Estado e Igreja e que garantiria o pluralismo político e partidário e a liberdade de expressão e organização sindical.

Em 1936, a Frente Popular, ligada ao Partido Republicano, ganhou as eleições. Essa vitória instalou medo nos setores conservadores da sociedade espanhola, reunidos na Frente Nacionalista, que tinha os generais Franco e Sanjurjo como líderes e que devido ao resultado das eleições temiam a ameaça de revolução socialista. Sendo assim, nesse contexto de disseminação do movimento fascista, inicia-se a Guerra Civil Espanhola.

Assim o Conselho da Liga das Nações, dentro de suas competências, visa discutir as questões relativas à guerra para o cenário internacional e quais as medidas, baseadas no Pacto de 1919, que podem ser tomadas para amenizar os seus impactos.

Livros Relacionados:

  1. ORWELL, George. Lutando na Espanha, Rio de janeiro, Civ. Bras. 1967.

Sinopse disponível em: <https://tinyurl.com/yak3ej8n>. Acesso em dez. 2018.

  1. PAWLEY, Margaret. The Watch on the Rhine: The Military Occupation of the Rhineland. 1918-1930 the Watch on the Rhine.

Sinopse disponível em: < https://tinyurl.com/yb2kcok8>. Acesso em jan. 2019.

Filmes Relacionados:

  1. Terra e liberdade (1995), 1h49 min, Diretor: Ken Loach.

Sinopse disponível em: <http://www.adorocinema.com/filmes/filme-12916/>. Acesso em dez. 2018.

  1. Liberdade (1996), 2h05min, Diretor: Vicente Aranda.

Sinopse disponível em: <https://www.imdb.com/title/tt0113649/>. Acesso em dez. 2018.

Séries Relacionadas:

  1. O Tempo entre Costuras, 70 min, Direção: Carlos Montero e Maria Dueñas.*

Sinopse disponível em: <http://www.adorocinema.com/series/serie-10051/>. Acesso em dez. 2018.

*Série disponível na Netflix. Acesso em dez. 2018.

REFERÊNCIAS

[1] LIGA DAS NAÇÕES. Pacto da Liga das Nações. Disponível em: <https://tinyurl.com/jfevq3v>. Acesso em dez. 2018

[2] HISTORICAL OVERVIEW OF THE LEAGUE OF NATIONS. UNOG – the United Nations Office in Geneva. Disponível em: <https://tinyurl.com/y6w78mnv>. Acesso em dez. 2018.

[3] ALTMAN, Max. Hoje na História: 1936 – Hitler viola Pacto de Locarno e invade a Renânia. Opera Mundi. Mar. 2013. Disponível em: <https://tinyurl.com/yaqvbkxv>. Acesso em dez. 2018.

[4] Thomas, Hugh. A Guerra Civil Espanhola. Rio de Janeiro, Civ. Bras. 1964. Disponível em: <https://tinyurl.com/yd5v78s5>. Acesso em dez. 2018.

[5] Jackson, Gabriel. La Republica Española y la Guerra Civil. Barcelona, Grilabo, 1977.

Diretores acadêmicos:

Guilherme Melo Antunes da Silva

Victória Louise e Silva Arboés Petronilo

Diretores assistentes:

Alyssa Carolyne de Souza Ramalho

Maria Clara Rodrigues Barata

Jakson Barbosa Lima

Laís Alves de Oliveira

Tutor:

Renato Cesar Gurgel Guimarães de Oliveira